Dá um Zoom na célula: não deixem de reunir durante a crise da Covid-19

0
38
title=

As reuniões nos lares e nos prédios das Igrejas têm sido as principais estratégias para as atividades das células e celebrações nas igrejas que vivem o modelo celular. Entretanto, a pandemia de COVID-19 provocou uma mudança repentina dos encontros presenciais para as plataformas online. A transição para o uso da tecnologia na evangelização não é algo novo para a igreja. Desde o século 15 a igreja vive esta realidade, quando as Bíblias se tornaram mais disponíveis graças à invenção do processo de impressão gráfica.

De qualquer forma, parece que Deus acelerou as oportunidades e necessidades de sua Igreja para que aproveite o potencial praticamente ilimitado de alcance através da Internet. Em muitas igrejas, a transição para uma plataforma online exigiu dos líderes que eles rapidamente se adequassem a diversos aplicativos para a construção do senso de comunidade do grupo, a continuação dos momentos de culto, estudo da Palavra e intercessão.

Agenda do Discípulo

Permanente

Agenda do Líder

Permanente

Agenda do Supervisor

Permanente

Agenda do Voluntário

Permanente

Há inúmeros aplicativos à disposição dos líderes espirituais, entretanto, a maioria das igrejas elegeu o Zoom, as “lives” no Facebook e o YouTube como instrumentos para continuar com as células e celebrações. Nossa percepção é de que todas plataformas são eficientes e convenientes para que todos se envolvam nas atividades. O mais importante de tudo é que a comunidade de fé perceba que Deus continua a agir através de sua Igreja, independente do formato utilizado para alcançar e ir ao encontro das necessidades da própria comunidade.

O aplicativo Zoom tem funcionado muito bem para que os momentos de acolhimento, louvor e ministração da Palavra, como também o momento de testemunho nas reuniões das células, tudo enfim flua o mais naturalmente possível ao mesmo tempo que nos adequamos aos protocolos de isolamento social. O resultado é que em muitas igrejas têm acontecido treinamentos praticamente diários com a liderança das células e com os pastores. Nestas sessões de treinamento com o Zoom o foco tem sido o estabelecimento de uma atmosfera em que o Espírito Santo aja através de cada participante.

As celebrações também continuaram com sua estrutura original através de “lives” no Facebook e pelo YouTube. Comunicação e trabalho em equipe se mostraram como componentes vitais no ajuste das celebrações para o mundo online. Entretanto, à medida que o isolamento social avança e a quantidade de materiais pré-gravados vai se esgotando, nós percebemos que o culto a Deus e o poder da Palavra não estão sujeitos à qualidade do som e da imagem. Uma forma de culto mais autêntica têm fluído a partir de cada lar  e as Escrituras parecem estar efetivamente moldando as atitudes e as vidas. É possível observar Deus transformando as vidas tanto dentro como fora da Igreja.

Há uma colheita abundante pronta para ser colhida pelo corpo de Cristo. Entretanto, ao mesmo tempo que caminhamos na colheita com cânticos de alegria através das plataformas online, nós devemos continuar a praticar a disciplina da oração. Depois da cura do leproso e de muitas pessoas na multidão, relatada em Lucas 5.12-15, Jesus demonstrou que ao mesmo tempo que era necessário ir ao encontro das necessidades das pessoas, era essencial investir em tempo com o Pai para orientação e comunhão. Assim como Jesus não esquecia de se comunicar com o Pai enquanto atendia às necessidades das pessoas, é crucial que os líderes espirituais também busquem poder no tempo que passam com o Pai em oração, em especial em meio ao avivamento que está se avizinhando de nós.

Aaron Lemuel De La Torre (Iglesia Bautista de la Comunidad – Texas)

Fonte