Como ser um discipulador que todos querem ter

0
15
title=

O que as pessoas buscam em um discipulador? Para responder a indagação, primeiro precisamos entender que fazer discípulos é um mandamento e que deve ser feito com qualidade, para que dessa forma, Deus e todos possam ver que estamos fazendo um bom trabalho.

O bom discipulador domina o conhecimento. Jesus nos deu a missão do cuidado, por isso necessitamos ser especialistas e executar o discipulado com excelência. É uma obra que não pode ser feita de qualquer jeito.

Uma formação acadêmica, experiências da vida e principalmente o conhecimento bíblico são ferramentas que ajudam no processo do discipulado. Por este motivo o discipulador deve fugir dos “achismos”.

Manual do Superv. de Células

Jovah Lima

Livro Projeto Natanael Três

Lucio Rodrigo

Livro Discipulado Fácil

Elvis Oliveira

Livro Paternidade Espiritual

Whodson Almeida

O bom discipulador tem um bom comportamento. A coerência do que ele sabe e a incoerência do comportamento pode ser uma grande armadilha, pois palavras convencem, contudo é o exemplo que “arrasta”. Por isso o discurso do discipulador deve estar alinhado ao comportamento.

O bom discipulador gera resultados. Fique atento, pois pessoas desejam estar perto de alguém que têm resultados. Grande parte não vê nossa oração e consagração, mas enxergam os resultados expostos no mundo natural. Sabendo disso o bom discipulador busca o desenvolvimento pessoal. Para que isso ocorra é necessária uma santificação em diversas áreas de nossa vida (João 17.19).

O bom discipulador torce pela vitória do discípulo.  Muitos desejam o cuidado de um pai espiritual. A capacidade de amar e se importar com pessoas eleva a admiração dos discípulos. O bom discipulador é amoroso no antes, durante e depois.

É comum que, no início do discipulado, o liderado admire as qualidades do seu líder. Contudo o maior desafio e o ideal é que o discipulador consiga manter o respeito por parte do discípulo até o fim do discipulado (caso se encerre).

O bom discipulador é amigo. À medida que o discipulado ocorre é gerado um vínculo de amizade. E quanto mais o discípulo e discipulador se conhecem nasce a confiança. Caso a amizade não tenha sido formada é preciso repensar e ver o que não está caminhando dentro do discipulado.

Com ideias do pastor Sabá Liberal

Fonte