Não force a multiplicação celular

0
118
title=

Eu tenho que admitir que eu forcei os grupos a se multiplicarem muito rápido no passado antes do desenvolvimento da comunidade no grupo.

Lembro-me de um pequeno grupo, no qual desfrutamos de uma doce comunhão e comunidade. O principal casal que participava do grupo tinha muitos amigos não-cristãos, negócios seculares em expansão na cidade e amava o grupo.

No entanto, depois de um certo período de tempo, senti que precisávamos nos multiplicar porque era isso que pequenos grupos deveriam fazer. O problema era que não a multiplicação não seria natural. A comunidade não estava profunda o suficiente e ninguém estava pronto para facilitar o novo grupo. Esse casal percebeu corretamente que eu estava forçando o grupo a se multiplicar antes que ele estivesse pronto – algo que só percebi depois. Eles finalmente deixaram o grupo e a igreja.

As pessoas não têm medo de experimentar coisas novas quando se sentem amadas e cuidadas. Os próprios discípulos de Cristo foram capazes de cometer erros, aprender em uma atmosfera saudável e tentar novamente. Eles aprenderam a se amar como eram amados pelo Mestre.

Jesus molda e forma para membros dos pequenos grupos hoje. Cuidado e comunidade entre os membros é o ambiente perfeito para as pessoas tentarem coisas novas, usarem seus dons e aumentarem sua confiança para se tornarem parte de um novo grupo.

Sim, novos nascimentos serão dolorosos e o desconforto faz parte da experiência crescente. Mas também acho que precisamos garantir que a dor não seja autoinfligida por meio de uma motivação mal direcionada e resultados forçados. A ênfase deve sempre estar em fazer amorosamente discípulos que fazem discípulos e nunca esquecer que isso é um processo que leva tempo.

Fonte