“Tenho um babado…” Ops, fofoca é pecado!

0
38
title=
“Tenho um babado…” Ops, fofoca é pecado!

A palavra hebraica traduzida como “fofoca” no Antigo Testamento é definida como “alguém que revela segredos; que age como um fofoqueiro ou traficante de escândalo.” Um fofoqueiro é uma pessoa que tem informações privilegiadas sobre outras pessoas e revela essa informação àqueles que não precisam saber. A fofoca é diferente de compartilhar informações de duas maneiras:

1. Intenção. Os fofoqueiros muitas vezes têm o objetivo de se elevar ao custo de fazer com que outras pessoas se pareçam más; também exaltam-se como uma espécie de repositórios de conhecimento.

2. O tipo de informações compartilhadas. Os fofoqueiros falam dos erros e defeitos dos outros, ou revelam detalhes potencialmente embaraçosos ou vergonhosos sobre a vida alheia sem o seu conhecimento ou aprovação. Mesmo se não tiverem má intenção, ainda é fofoca.

No livro de Romanos, Paulo revela a natureza pecaminosa da humanidade ao afirmar como Deus está derramando a Sua ira sobre aqueles que rejeitam as Suas leis. Por terem rejeitado as instruções e direção de Deus, Ele os entregou às suas naturezas pecaminosas. A lista de pecados inclui murmuradores e detratores (Romanos 1:29-32). Podemos ver dessa passagem quão sério o pecado da fofoca é e como isso é uma característica daqueles que estão sob a ira de Deus.

Fofoca e mulheres

Um outro grupo que era (e ainda é hoje) conhecido por participar em fofoca é as viúvas. Paulo adverte as viúvas para não serem mexeriqueiras ou ociosas. Essas mulheres são conhecidas por serem “não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém” (I Timóteo 5.12-13). Porque as mulheres têm a tendência de passar muito tempo com outras mulheres em seus lares, trabalhando juntamente e se envolvendo na vida de muitas pessoas, elas escutam e observam uma variedade de conversas e situações que têm o potencial de serem destorcidas, principalmente quando repetidas várias vezes.

Paulo afirmou que as viúvas criam o hábito de ir de casa em casa, procurando por algo para ocupar a sua ociosidade. Mãos ociosas são a oficina do diabo, e Deus nos adverte contra deixar que esse pecado entre em nossas vidas. “O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios” (Provérbios 20.19).

As mulheres certamente não são as únicas culpadas de fofocar. Qualquer pessoa pode acabar participando de uma fofoca ao repetir algo escutado em segredo. O livro de Provérbios tem uma longa lista de versículos sobre os perigos da fofoca e potencial dano que pode resultar. “O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado. O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto” (Provérbios 11.12-13).

Os perigos da fofoca

A Bíblia nos diz que “o homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos” (Provérbios 16.28). Muitas amizades já foram destruídas por causa de algum engano que começou com uma fofoca. Aqueles que se entregam a esse comportamento nada mais fazem além de criar confusão e causar ira e amargura, sem falar da dor, entre amigos.

Triste dizer que alguns adoram isso e procuram por oportunidades de destruir outras pessoas. Quando confrontados pelo seu hábito, negam essas alegações e respondem com desculpas e racionalizações.

Ao invés de admitir o erro, culpam algo ou alguém mais na tentativa de minimizar a seriedade do pecado. “A boca do tolo é a sua própria destruição, e os seus lábios um laço para a sua alma. As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados; elas descem ao íntimo do ventre” (Provérbios 18:7-8).

Aprenda a guardar a língua

O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias (Provérbios 21.23). Dessa mesma forma devemos guardar nossas línguas e deixar de participar nesse ato pecaminoso de fofocar.

Se entregarmos os nossos desejos naturais ao Senhor, Ele vai nos ajudar a permanecer retos. Que todos nós possamos seguir o ensinamento da Bíblia sobre fofocas, mantendo nossas bocas fechadas a menos que seja necessário e adequado falar.

Got Questions

Fonte