O segredo do ministério celular (parte 1)

0
82
title=

Paulo compartilhou em Colossenses 1.26,27 o mistério, o segredo, que havia sido mantido escondido por séculos e gerações, mas que agora é revelado para o povo do Senhor: “Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória”.

A Palavra de Deus, Cristo o Filho, tinha completado Sua missão do Pai enquanto estava encarnado no corpo de Jesus. Quando ele gritou “Está consumado!”, Sua próxima missão começava. Ele se preparou para isso primeiro sentando à direita do Pai como nosso Sumo Sacerdote para interceder para sempre pelas necessidades do próximo corpo que Ele iria ocupar. Conforme os novos membros do corpo foram se juntando em um cenáculo, o Seu Esprito desceu para ocupá-los. Ele cumpriria sua nova missão, dada pelo Pai: estabelecer o reino de Deus dentro dos homens.

A primeira etapa dessa missão exigia que Ele ocupasse o Seu novo corpo. Seu Espírito invisível precisava de um corpo para contê-lo para que assim sua atividade pudesse ser observada.

Qual era a Sua nova missão? “Mas eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim” (João 12.32). Cristo revelaria Seu Poder e Presença através das comunidades que Deus iria chamar e capacitar pelo Esprito, para serem conhecidas como Sua Eclésia. Este novo corpo de Cristo recebeu uma tarefa: interceptar pessoas cadas, revelar Seu reinado ao observar Seu poder, e discipular aqueles que receberam a Sua salvação e Senhorio.

“A eles quis Deus dar a conhecer entre os gentios a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança da glória”.

O plano de Deus para Cristo atrair todos os homens a Si mesmo foi brilhante! As pessoas vivem em esferas de influência — parentes, amigos, vizinhos. Assim, os corpos básicos de Cristo seriam definidos pelo protótipo que Jesus formou: os 12 discípulos. Cada membro do corpo se relacionaria com um “mundo” pessoal de talvez 10 a 20 pessoas. Assim, uma Eclésia de 12 membros do corpo influenciaria de 120 a 240 seguidores potenciais de Cristo

Com a distribuição de novos corpos de Cristo em segmentos da sociedade, as suas reuniões nas casas seriam um tempo de observação para que Cristo atraísse todos os homens Se revelando:

Mas se entrar algum descrente ou não instruído quando todos estiverem profetizando, ele por todos será convencido de que é pecador e por todos será julgado, e os segredos do seu coração serão expostos. Assim, ele se prostrará, rosto em terra, e adorará a Deus, exclamando: “Deus realmente está entre vocês!” (I Coríntios 14.24,25)

As reuniões das células são o lugar onde “todos” estão “profetizando”. Paulo define claramente essa atividade em I Coríntios 14.3: “Mas quem profetiza o faz para a edificação, encorajamento e consolação dos homens”.

As tradições das igrejas têm destruído o ministério do Corpo de Cristo! É por isso que eu escrevi esta definição de um grupo de células em Corpos Básicos de Cristo. Uma comunidade formada e batizada pelo Esprito Santo. Cada membro é liderado pelo Cristo encarnado, que edifica e revela sua presença, poder e propósito através deles.


Leia também:
+ Segredo do ministério celular (parte 2)

Fonte