Mais importante que a igreja em células

0
237
title=

Sem comida e água, uma pessoa só pode viver por algumas semanas. Um estudo oficial concluiu que uma pessoa poderia sobreviver apenas de 8 a 21 dias sem comida e água. Então, há algo mais importante do que comida e água? Ar. Sem oxigênio, uma pessoa pode durar apenas cerca de três minutos. Em outras palavras, o oxigênio é mais importante que a comida e a água para a sobrevivência humana.

Como isso se relaciona com a igreja em células? A comida e a água da igreja celular são o treinamento, equipamento, celebração e a célula. Esses quatro elementos nutrem o sistema celular e mantêm tudo em crescimento.

Mas existem dois aspectos ainda mais importantes: oração e missões. Eu acredito que a oração e as missões são o ar do ministério da igreja em células. Elas vão além da igreja em células e são muito parecidas com o ar que respiramos. Sem elas, a verdadeira igreja de Jesus Cristo se torna mais um clube do que um organismo vivo que respira.

A visão das missões dá à igreja celular a razão de sua existência, para fazer discípulos de todos os grupos de pessoas. Quando Jesus deu a Grande Comissão em Mateus 28.18-20, ele não estava simplesmente dizendo aos doze discípulos para se aprofundarem cada vez mais em sua jornada espiritual. Antes, ele queria que eles fizessem discípulos de todos os povos da terra (e no processo, eles também se tornariam mais parecidos com Jesus). E o livro de Atos nos diz onde: Jerusalém, Judeia e a parte mais remota da terra (Atos 1.8).

A beleza da igreja em células é que ela liga as missões à célula e ao culto de celebração, em vez de simplesmente um programa chamado “missões”. O que suas células estão fazendo para orar por grupos de pessoas não alcançadas? Como você está relacionando missões no culto de celebração?  Às vezes, focamos apenas a divulgação local, o que é bom e correto, mas nosso objetivo para outubro neste blog é ampliar nosso pensamento e descobrir novas maneiras de participar da grande divulgação missionária de Deus até os confins da terra.

Fonte