Evangelizemos neste Natal

0
209
title=

O Natal é naturalmente apropriado para a evangelização. A troca de presentes, os nascimentos de Jesus, e conversações nas lojas e mercados oferecem todo tipo de oportunidades para falar com as pessoas acerca da salvação eterna — o presente da vida eterna. Destacamos a palavra presente, porque muitos pensam que podem, ou devem, acrescentar algo a sua salvação eterna — esforços, ofertas, ou promessas de melhor comportamento no futuro. Mas as Escrituras nos dizem claramente que Deus nos justifica gratuitamente. O apóstolo Paulo diz assim:

“Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus(Romanos 3.23-24).

Assim, nossa salvação custou um alto preço para Cristo (Sua vida), mas para nós ela sai gratuitamente. Agora, Deus nos salva livremente, mas não de forma automática. João 3.16, o mais famoso versículo da Bíblia no mundo, nos dá a única condição: devemos crer em Jesus. João, o discípulo amado, nos diz claramente:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).

Os dois versículos seguintes esclarecem ainda mais:

“Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus(João 3.17-18).

Agora, quando falarmos de Jesus nestes Natais destacaremos a realidade de que Deus nos presenteia a vida eterna (já que Cristo pagou o preço completo por ela). Então, utilizemos a palavra “crer” em lugar de “aceitar”. Muitos usamos a frase popular “Aceitar Jesus…”, mas a Bíblia realmente usa a palavra crer. Cremos quando chegamos ao pleno convencimento de que Jesus, o Salvador, nos garante vida eterna, e assim, nos salvou da condenação (veja João 3.16-18; 5.24; 11.25-27). E, fale com simplicidade e clareza. Muitas pessoas ainda não entenderam os conceitos básicos da salvação eterna: 1. Não podemos merecer o céu; 2. Jesus pagou o preço completo por nossa salvação; e, 3. Devemos crer em Jesus para ter certeza de vida eterna segundo Sua promessa:

Asseguro-lhes que aquele que crê tem a vida eterna (João 6.47).

Voltando ao Natal, os pastores que primeiro receberam o anúncio do nascimento do Salvador não puderam calar, mas falaram a outros acerca do Salvador. O Dr. Lucas narra assim:

Havia pastores que estavam nos campos próximos e durante a noite tomavam conta dos seus rebanhos. E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados. Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador que é Cristo, o Senhor. Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura”. De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo:

“Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”. 

Quando os anjos os deixaram e foram para o céu, os pastores disseram uns aos outros: “Vamos a Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos deu a conhecer”. Então correram para lá e encontraram Maria e José, e o bebê deitado na manjedoura. Depois de o verem, contaram a todos o que lhes fora dito a respeito daquele menino, e todos os que ouviram o que os pastores diziam ficaram admirados. Maria, porém, guardava todas essas coisas e sobre elas refletia em seu coração. Os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, como lhes fora dito (Lucas 2.8-20).

Tenha um mui Feliz Natal e esteja atento às oportunidades para falar a outros acerca de nosso Salvador e Seu presente da vida eterna. 

Contribuição de Al Valdés

Fonte