Purê de Batatas e Fator Barnabé como estilo de vida

0
81
title=

O Purê de Batatas e o Fator Barnabé são duas estratégias revolucionárias no papel de integração e comunhão dos irmãos no corpo de Cristo.

Há pessoas que quando não são incluídas em relacionamentos profundo com os irmãos podem acabar desestimuladas na caminhada cristã. Ao contrário dessa realidade, quando Saulo (o apóstolo Paulo) decidiu seguir a Jesus Cristo, Barnabé teve a atitude de entrosá-lo no meio do povo de Deus. Provavelmente se Barnabé não tivesse investido na vida de Paulo, nem iríamos ler parte do Novo Testamento.

Em I Tessalonicenses, capítulo 2, Paulo relembra de toda essa caminhada, mas também nos deixa pérolas de como enraizar o Purê de Batatas e o Fator Barnabé como um estilo de vida.

1. Manter frutos permanentes (I Tessalonicenses 2.1). Ninguém pode estar conectado à cabeça (Cristo) sem estar ligado ao corpo (Igreja). Não basta deixar as ovelhas apaixonadas por Jesus, elas também precisam estar apaixonadas pela liderança. Quando alguém não está envolvido de todo o coração com a liderança espiritual, pode ser um alvo fácil para o inimigo.

2. Ser uma pessoa corajosa (I Tessalonicenses 2.2). Por exemplo, se numa roda de pessoas o que prevalece são só conversas banais como futebol, compras e viagens; como líderes devemos ter ousadia e trazer a conversa para assuntos que dizem respeito ao Reino de Deus. Não é errado falar de futebol numa conversa, mas isso não deve ser o alvo principal.

3. Viver segundo o mundo espiritual (I Tessalonicenses 2.3,4). A Bíblia fala que somos apenas estrangeiros neste mundo (I Pedro 2.11). Onde você estiver, pense no que é Deus e não esqueça que seus alvos são direcionados àquilo é do céu.

4. Nunca se apoiar na bajulação e na ganância (I Tessalonicenses 2.5). Independente da classe social e da formação de alguém, devemos tratar a todos com respeito e cordialidade. Tenha cuidado, pois quando agimos dessa forma é notável aos olhos de quem está sendo bajulado. Isso só afastará a pessoa do convívio com os irmãos.

5. Não ter sede de reconhecimento (I Tessalonicenses 2.6). Há pessoas que ao não receber o reconhecimento por seus feitos sentem-se frustradas. Não caia nesse erro. Muito do que fazemos para a obra e ninguém fica sabendo, será reconhecido no céu. A nossa motivação principal é ajudar na implantação do Reino de Deus.

6. Praticar muito mais sacrifício, trabalho e doação (I Tessalonicenses2.7-9). Isso remete a relembrarmos os irmãos do trabalho que já foi feito para Deus, para que eles valorizem e pratiquem os princípios da comunhão. É necessário doar um pouco de si para firmar uma comunhão genuína com o corpo.

7. Ter integridade e santidade (I Tessalonicenses 2.10).  Precisamos fugir da aparência do mal, ser íntegros e agirmos com pureza e santidade em qualquer situação do nosso cotidiano.

8. Ser exemplo de paternidade, de representantes de Deus e  do sobrenatural (I Tessalonicenses 2.11-13). Tudo o que fizermos é para glória de Deus. Nosso papel como pais espirituais é sermos canais para exortar, consolar e testemunhar na obra que o Senhor nos confiou.

Natasha Carvalho – com ideias do pastor Abe Huber

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA