Pensamento errôneo sobre compromisso

0
319

Michael Mack (autor de vários livros sobre pequenos grupos) e eu conversamos em muitas ocasiões sobre o estado dos pequenos grupos na América do Norte e no mundo Ocidental em geral. Eu compartilhei minha preocupação sobre a falta de compromisso de muitos pequenos grupos e sistemas de pequenos grupos nos Estados Unidos e no mundo Ocidental. Michael mencionou uma frase que me impactou e que uso com frequência. Ele disse: “Você não consegue mais compromisso pedindo por menos compromisso”.

Alguns pastores e igrejas são tão desejosos em tornar os pequenos grupos fáceis para seu povo e indolores para comparecer que eles chamam tudo de pequeno grupo, interrompem seus pequenos grupos em vários momentos durante o ano, só se reúnem ocasionalmente, oferecem pouco equipamento, e promovem grupos sem liderança (só inserem o vídeo na TV). Mas você não consegue mais compromisso pedindo por menos compromisso. Tais técnicas eventualmente falham porque as pessoas eventualmente até querem menos compromissos e exigências.

Eu sentei com uma equipe pastoral que me pediu para avaliar seu sistema de pequenos grupos. Seus grupos só se reuniam em quatro meses do ano porque eles não queriam pedir demais de seus líderes, anfitriões e membros. No entanto, seu sistema não estava funcionando. Eu basicamente os disse que eles tinham que subir o nível, fazer das células a base de sua igreja, e começar a verdadeiramente treinar seus líderes. Aqui estava mais uma igreja que deduziu que os pequenos grupos seriam mais saudáveis pedindo por menos compromisso, mas isso simplesmente não funciona dessa forma.

A célula é a igreja e é tão importante quanto o maior encontro. Nada deveria competir com isso. A célula é a vida da igreja, assim como as igrejas domésticas do Novo Testamento. À medida que esse nível mais alto de comprometimento se torna um hábito e um estilo de vida (e na maioria das igrejas esse é um processo de transição a longo prazo), as pessoas vão se reunir alegremente durante todo o ano–mesmo no verão. Eles vão crescer para amar a comunidade celular, o compartilhar transparente, o crescimento espiritual, o poder da oração, e o potencial evangelístico. Eles vão subir para o nível necessário de comprometimento para fazer dos grupos de célula a escolha durante todo o ano, assim como os crentes nos tempos do Novo Testamento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA