Espelho, espelho meu!

0
83

Certa vez um homem rico e religioso, mas muito avarento, foi visitado por um sábio.

O visitante, com todas as atenções, levou-o à janela e perguntou-lhe:

– Olhe lá para fora, o que você vê?

– Vejo homens, mulheres e crianças.

Então, o sábio pegou um espelho grande e com ele “fechou” a janela. E perguntou:

– E agora, o que você vê?

– Vejo só a mim mesmo!

– Tome nota – disse o sábio – na janela há vidro e no espelho também, mas o vidro do espelho tem prata num dos lados. Uma lição se aprende: logo que se junta prata, deixamos de ver os outros para só vermos a nós próprios. Cuidado com a prata!

“Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?” (Mateus 16.26).

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA