Dicas sobre a preparação da pregação

0
876

Aqui vão algumas dicas quanto à preparação da mensagem:

1 – Reserve tempo para a preparação da mensagem.

Não pense que você consegue preparar uma mensagem de 40 minutos, trabalhando nela apenas 1 ou 2 horas. Uma boa mensagem leva tempo em sua preparação técnica, sem falar no preparo espiritual: a necessária separação para oração, meditação na Palavra e, até mesmo, jejum.

Sabia que alguns pastores que pregam todos os domingos iniciam a preparação da mensagem do próximo culto na segunda-feira? Eles trabalham nela todos os dias da semana, para tanto, reservando pelo menos um hora, diariamente, para se dedicarem a isto.

KIT CURSO PREGADOR COMPLETO
KIT CURSO PREGADOR COMPLETO

Quando chega no sábado a mensagem já está pronta, mas eles podem dar algum retoque que julgarem necessário. Assim, quando a pregam no domingo, quase não precisam consultar o esboço, pois têm a mensagem na memória, por tê-la trabalhado tanto.

Isto porque está prática rende melhores resultados do que dedicar apenas algumas horas em um único dia: sua mente continua trabalhando na preparação da mensagem, mesmo quando não está pensando nela, até mesmo quando você está dormindo; por esta razão rende muito mais quando se dedica 1 hora por dia, trabalhando na preparação por 1 hora diária, do que em 5 ou 6 horas em um único dia.

Veja o meu caso: atualmente não estou pastoreando igreja, e por isso, não tenho o compromisso de pregar. Mas, quando sou escalado na minha igreja, ou quando sou convidado para pregar em outra igreja, gosto de preparar a mensagem com bastante antecedência. Assim, tenho como aprimorá-la cada vez que trabalho nela, e me sentirei muito à vontade quando estiver pregando.

Como treinei minha mente para preparar mensagens, frequentemente me ocorrem ideias para novas mensagens, que anoto e trabalho nelas, mesmo não sabendo quando irei pregá-las. Isto irá acontecer com você, igualmente, ao condicionar sua mente para a preparação de mensagens.

Portanto, reserve tempo para preparar a mensagem, e não apenas em um único dia, mas utilize vários, para elaborá-la com cuidado, carinho e dedicação, para obter um excelente resultado!

2 – Separe um lugar adequado para trabalhar na mensagem.

Para preparar uma mensagem é necessário um ambiente adequado, onde não ocorram interrupções, barulho e distrações. Tentar preparar uma mensagem com crianças gritando, chorando e interrompendo, não dá! Cachorro latindo, televisão ligada, som com volume alto, também não. Local desconfortável por estar quente ou frio demais, úmido, com maus odores, etc., também não dá.

Por isso, o ideal é estar em um cômodo de sua casa que lhe dê esta privacidade em isolamento e tranquilidade; melhor desligar o telefone, celular e, se estiver trabalhando no computador, que os aplicativos das redes não estejam ligados, pois só os sons de avisos já lhe distrairão… não digo para desconectar na internet, pois você irá precisar dela, para fazer pesquisas.

Outra coisa: alguns gostam de ouvir, quando estão preparando o sermão, música evangélica ou clássica, desde que transmitam calma e paz. (Não muito, para não dar sono…). Alguns gostam de música instrumental, sem voz (cantores), para não distrair. Outros preferem o silêncio.

Então, você deve escolher e preparar o lugar, equipando-o com o que for necessário para o seu trabalho: uma mesa ou escrivaninha, papel e caneta ou lápis, se usa computador, que esteja bem instalado de maneira a você poder digitar em uma posição confortável (trabalhar com o notebook no colo no sofá ou na cama certamente irá lhe cansar e irritar…). Igualmente sentar em uma postura errada, que lhe causará desconforto e dores nas costas.

A postura correta é com as costas apoida no encosto, a barriga a uns 3 dedos da borda da mesa, os pés não podem ficar suspensos, mas com as plantas dos pés inteiras sobre o piso, e o tampo da mesa à uma altura que não canse seus ombros ao escrever ou digitar, e se usar computador, que o monitor esteja à altura dos seus olhos, para não cansar seu pescoço em uma posição forçada.

Ah! E a iluminação é muito importante, nem a menos, nem a mais, bem como a ventilação, que o deixe confortável. E não esqueça de ter água, e às vezes, um bom café também é benvindo!

Por que tudo isto? Para que você mantenha o foco, não se distraindo por ter que se levantar e buscar um livro em outro cômodo, por exemplo; ou por estar sentindo calor ou frio, ou pela iluminação cansar seus olhos, e outros incômodos semelhantes. Se estiver confortável e tranquilo, suas ideias fluirão melhor, e alcançará excelentes resultados.

Portanto, nesse lugar você deve ter à mão as ferramentas necessárias e indispensáveis: a Bíblia, de preferência em várias versões; dicionário de português; dicionário bíblico; enciclopédia bíblica; comentários bíblicos; comentários e dicionários teológicos; léxico grego, léxico hebraico; enfim, o que estiver ao seu alcance e conhecimento.

Hoje em dia existem muitas ferramentas online, à nossa disposição. Basta pesquisar no velho Google …

3 – Escolher o texto bíblico.

A primeira coisa técnica a fazer, após o espiritual, é encontrar um texto bíblico, que servirá de base para a mensagem.

Quando você é convidado e lhe informam o tema da pregação, você terá mais facilidade, pois existem muitas ferramentas para ajudá-lo a encontrar um texto adequado, tais como a concordância bíblica e a enciclopédia de assuntos bíblicos.

Uma dica “ninja”: quando lhe derem um versículo bíblico que é o tema do evento, e você sabe que vários pregadores pregarão no mesmo tema, não use o texto bíblico que lhe passarem, mas utilize apenas a ideia do tema, e procure pregar em outro texto, de preferência aquele que não é óbvio, que dificilmente outro pregador utilizaria, para você não pregar algo que já foi pregado, ou que será pregado por outro preletor.

Fazendo assim, você não desrespeitará quem lhe convidou, e fará a diferença, enriquecendo o evento (certamente que o tema do evento foi escolhido com carinho, e é um desrespeito do preletor que o despreza, pregando em outro tema).

Obs.: o termo “dica ou sacada ninja” é muito usado no marketing, para indicar uma informação obtida pela experiência, ou seja, alguém que já passou pelo que você está passando, descobriu o caminho melhor, e agora, está passando para você, que não terá o mesmo trabalho que ele teve para descobrir. Nos meus artigos e lições passarei para você várias “dicas ninjas”.

Importante: quando você utilizar uma concordância bíblica, saiba que ao procurar versículos que contenham uma determinada palavra, a concordância lhe indicará versículos com aquela palavra, independente do seu significado. Você terá que distinguir se aquele versículo indicado tem correspondência com o tema que você está procurando.

Uma dica: a ferramenta mais apropriada para encontrar versículos que contenham o assunto que você deseja, é a enciclopédia de assuntos ou tópicos, como a contida na Bíblia Tompsom e na Bíblia Vida.

4 – Interpretar o texto bíblico.

Após escolher o texto bíblico, procure interpretá-lo.

A interpretação do texto bíblico é regrada pela Hermenêutica, a ciência da interpretação dos textos bíblicos, que é uma matéria à parte.

Porém, quero lhe passar algumas dicas básicas e práticas de interpretação bíblica.

A – Leia atentamente, não somente o capítulo escolhido, mais o anterior e o posterior; faça anotações dos pensamentos que lhe ocorrerem durante esta leitura;

B – Procure o significado das palavras desconhecidas em um dicionário de português, e o coloque em suas anotações;

C – Procure o significado bíblico das palavras e termos desconhecidos, utilizando dicionários e enciclopédias bíblicos, e escreva-o em suas anotações;

D – Compare o texto escolhido com outras partes da Bíblia, utilizando uma concordância ou chave bíblica, ou mesmo, as referências indicadas nas páginas da Bíblia onde está este texto, sempre fazendo anotações de suas descobertas e conclusões;

E – Utilize comentários bíblicos que tratam do texto escolhido, e compare as interpretações e opiniões dos comentaristas, anotando o que for descobrindo;

F – Após estas pesquisas, faça um resumo do que compreendeu do texto que você escolheu: esta é a sua interpretação do texto.

Deste resumo, tire o assunto do texto, depois o assunto da mensagem e, finalmente, o tema da mensagem que você irá preparar.

Este processo, da interpretação do texto até a elaboração da mensagem, eu ensino nas lições grátis de homilética do programa Quero Aprender a Pregar, no meu site discipulopreparado.com, onde também ensino como desenvolver o tema da pregação.

Este artigo foi útil para você? Tem dúvidas ou questionamentos?
Então, por gentileza, utilize os comentários abaixo e me fale a respeito.
Assim, você estará me ajudando a postar conteúdo útil, aqui no blog.

Seu comentário é extremamente importante, e totalmente indispensável para mim!

Até mais, que o Senhor Jesus lhe faça um Mensageiro eficaz das Boas Novas.

Paulo Grigório

DEIXE UMA RESPOSTA