Descanse!

0
325

Eu gosto de fazer as coisas. Essa é a maneira que Deus me fez. No entanto, vários anos atrás, quando eu estava planejando de que forma eu poderia fazer mais, o Senhor me convenceu a parar de “fazer”. Deus me lembrou de que ele separou um dia para descansar. Deus fez o corpo humano para funcionar de forma eficaz por apenas seis dias da semana—não sete. Gênesis 2:2-3 declara: “No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação”.

Após esses seis dias, nós ficamos naturalmente sem gás. Se nós formos contra as normas de Deus, vamos acabar pagando um preço caro. Eu não acredito que qualquer um de nós somos tão indispensáveis que podemos negligenciar nossos próprios corpos e almas, não tendo um dia de folga.

Eu conversei com um líder que se recusava a tirar um dia de folga, porque ele insistia que as pessoas que ele estava aconselhando precisavam muito dele. Ele sentia que estaria pecando, negligenciando as pessoas disfuncionais que precisavam dele. Ele não podia imaginar pensar egoisticamente em si mesmo e não estar disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, para aqueles que precisavam de seu conselho. “Mas você não vai ajudá-los”, eu disse a ele, “se você estiver desgastado e esgotado”. Ele não aceitou o meu conselho. Contudo, na realidade, aqueles que tanto necessitavam dele seriam melhor servidos a longo prazo se ele tirasse um dia de folga por semana.

Eu não acredito que nós precisamos descansar em um dia específico (por exemplo, sábado ou domingo). Os pastores, por exemplo, ficam mais ocupados aos domingos e têm dificuldade em descansar nesse dia. Seja qual for o dia que você escolher, o objetivo é realmente descansar nesse dia.

Seu dia de 24 horas de descanso não deve ter um monte de regras e regulamentos (por exemplo, não pode fazer isso, não pode fazer aquilo, etc.). Você vai precisar fazer algum trabalho, por exemplo, para sobreviver—como lavar os pratos e tirar o lixo. Todavia, tente evitar o máximo possível o trabalho relacionado com o trabalho regular que você faz nos outros seis dias da semana. No seu dia de folga você deve deixar de fazer aquelas coisas que fazem parte de sua carga de trabalho normal. Dê a si mesmo uma pausa e faça somente aquelas coisas que te ajudam a relaxar e a se sentir revigorado. Busque a Jesus, desfrute de Sua presença, mas também se certifique de que você vai ser divertir, passar tempo com sua esposa, família, dormir e relaxar.

No meu dia de folga, por exemplo, eu tento evitar tudo e qualquer coisa que soa como o trabalho normal. Eu só leio livros que não sejam relacionados com trabalho. Eu não verifico o meu e-mail no meu dia de folga e como uma família nós não atendemos o telefone. Minha esposa e eu concordamos em não falar entre nós sobre assuntos estressantes e relacionados com o trabalho em nosso dia de folga. Eu quero descansar minha mente, não me envolver com os problemas e as tensões dos outros seis dias. Eu durmo muito, faço caminhadas, passo tempo com Jesus e desfruto da família, comida e tudo o que é repousante. Se você atualmente tira um dia de 24 horas de folga, qual você acha é o maior benefício de fazer isso? Se você não tira um dia de folga, qual é o obstáculo número um para não tirar 24 horas de folga por semana?

 

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA