A Alegria da Reconciliação – Salmo 32

0
407

Você já passou por uma experiência de reconciliação, de fazer as pazes com alguém que você amava muito? Como é agradável restaurar uma amizade perdida, se reconciliar com alguém que amamos; abraçar e chorar o choro da reconciliação e depois vem aquela alegria.

Pois tudo isso aconteceu com o salmista Davi quando ele decidiu confessar seus erros e pecados. Davi experimentou a alegria da reconciliação! Por isso ele disse: “Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos… cantai de júbilo, de alegria…” (Salmo 32:11).

Nós sempre precisamos perdoar ou pedir perdão a alguém durante a nossa vida. Alguns enfrentam grandes dificuldades para pedir perdão, para reconhecer seus erros. Outros enfrentam dificuldade em perdoar.

Todos nós precisamos pedir perdão a Deus pelos nossos pecados e quando o fazemos sentimos a alegria de sermos perdoados e reconciliados! Através de Jesus temos a certeza de que “se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar…” (I João 1:9).

I – CONFESSAR OS NOSSOS PECADOS (vs. 3-5)

Sofremos em nossa própria pele as conseqüências do pecado e a mais terrível delas é o afastamento, a separação entre nós e Deus. O salmista chega a dizer que “dia e noite a mão de Deus pesava sobre ele” (v.4) e ele já não suportava mais, não conseguia dormir, não conseguia se alimentar, não tinha mais alegria em seu coração.

Muitos tentam encobrir os seus erros e pecados resistindo à voz da sua própria consciência, cauterizando a sua mente, entregando-se de vez ao domínio do pecado, negando a si mesmo e aos outros os seus pecados. Mas nada disso resolve. O que resolve o pecado é a confissão diante de Deus!

II – NÃO SE ENGANE, O PECADO JAZ À PORTA

Todos nós somos pecadores! Portanto, precisamos confessar e abandonar os nossos pecados e assim receberemos o perdão e experimentaremos a alegria da reconciliação! Só assim prosperaremos de verdade na vida! (Pv. 28:13).

IV – SUBMETER-NOS À DISCIPLINA DO SENHOR (vs. 8 e 9)

O salmista tinha consciência de que todo o seu sofrimento era conseqüência dos seus pecados. Ele tinha transgredido as leis e ensinamentos do Senhor e por isso, agora sofria essa disciplina. E a disciplina de Deus o conduzia, quase que à força, à confissão dos seus pecados, a buscar o perdão de Deus e experimentar a alegria da reconciliação. È melhor confessar logo e alcançar a misericórdia do Senhor.

V – UMA NOVA VIDA

Imediatamente após a confissão dos pecados, o salmista recebia o perdão e novas orientações, ensinos, conselhos e uma nova disciplina a ser seguida. Tudo isso nos fala de conversão, de mudança de rota, mudança de vida, caminho e direção. E todos que se convertem ao Senhor, mudam de vida e passam a experimentar a alegria de uma vida reconciliada com Deus!

Você já experimentou uma genuína conversão? Você já se reconciliou com Deus? Como está o seu relacionamento com Deus?

CONCLUSÃO:

Pense agora se tem alguém que você precisa perdoar ou pedir perdão, que você precisa buscar a reconciliação e faça isso em nome de Jesus! Nem todos têm a coragem de confessar e abandonar os seus pecados, nem todos tem a sabedoria de buscar a sua reconciliação e conversão a Deus, mesmo sabendo que é para sua própria felicidade e salvação. Tome agora mesmo a sua decisão de converter-se a Jesus! Experimente a alegria da reconciliação, entregando-se nos braços de Deus, nosso Pai.
Source link

DEIXE UMA RESPOSTA